Buenos Aires: conhecendo Palermo

Chegamos em Buenos Aires por volta do meio dia, como o nosso check in era às 13 horas, a Maria, dona do hotel, ficou nos dando as informações que já mencionei no post anterior sobre a cidade enquanto a Cláudia, a moça que limpava e arrumava o café da manhã, finalizava a limpeza e organização do quarto. Assim que ele ficou pronto nós nos acomodamos, trocamos de roupa e saímos para comer alguma coisa. Neste momento, percebemos que Buenos Aires é bem paradinha na segunda-feira.

No meu roteiro, neste dia, nós iríamos explorar Palermo e iríamos a 2 museus, que eu não sabia se eram próximos ou não. Afinal, só descobri lá o quanto Palermo era imenso. Os museus que eu queria ver e não vi eram: Museo de Artes Plásticas e Museo de Arte Decorativo. Só que eu não tinha atentado para o fato de que o marido é bem mais slow-motion do que eu. Ele não agüentou o ritmo, afinal, acordamos na segunda umas 4h30min para chegar no Galeão com as 2h de antecedência pedidas. Não dormimos no avião e ele estava mega cansado.

Então, neste dia apenas fizemos o reconhecimento gastronômico de Palermo. E não saímos muitos das quadras próximas ao hotel quando se tratava de comer ao redor, pois haviam muitas opções. Entretanto, na segunda-feira, não encontramos muitas opções para almoçar e como estávamos morrendo de fome paramos no primeiro bar que vimos funcionando, apesar de não ter ninguém nele. O nome do local escolhido é Chez Juanito. Pedimos uma milanesa e uma empanada para já descobrir que gosto tinha. Gostamos muito do atendimento e das comidas.

Chez Juanito

Depois disso, voltamos ao hotel e descansamos até a hora da nossa reserva no famoso La Cabrera. Esta foi a minha primeira experiência com a carne argentina. Não vou dizer que amei a carne. Sim, ela é bem mais macia que a que estou acostumada, mas eu achei que faltava tempero a carne. Pareceu que não havia tempero nenhum e olha que não sou adepta a comida temperada.

restaurante_la_cabrera_01

restaurante_la_cabrera_03

O La Cabrera é uma experiência muito boa, valeu muito a pena ter feito a reserva ainda antes de sair do Brasil. Adorei essa característica dos restaurante e bares argentinos: sempre tem um couvert e entradinhas.

Aluguel de carro

restaurante_la_cabrera_04

restaurante_la_cabrera_02

Muitas mini-porções

restaurante_la_cabrera_05

Gostei muito do La Cabrera, da comida, do atendimento, do vinho, do mimo. Só achei que não devia ter reservado o La Cabrera Norte e, sim, o da esquina. Eu achei o Norte bem formal e no outro, que acabei não indo, me pareceu mais informal.

cabrera-2

restaurante_la_cabrera_06

Nossa dica, a partir da experiência do primeiro dia, é não planejem muitas coisas para o primeiro dia. O avião pode atrasar, pode ter trânsito ou você pode simplesmente estar cansado da viagem. E, também. experimente o La Cabrera.

Que tal seguir a gente no Instagram tem muitas fotos rolando por lá!

Dados Financeiros:
Almoço no Chez Juanito: $ 62,00
La Cabrera: $ 380,00

Viagem realizada em Dezembro de 2012.

LEIA MAIS:
Buenos Aires: Jardim Zoologico de Palermo
Buenos Aires: Show de Tango
Buenos Aires – Buenos Aires Bus

Posted in AMERICA DO SUL, ARGENTINA, BUENOS AIRES, GASTRONOMIA and tagged , , , , , , .
Tatiane Dias

Tatiane Dias

A cada dia me desapego mais e mais de bens materiais. A vida nos mostra que mais importante que ter é viver. Por isso, cada brecha que temos já começo a pensar em algum lugar pra ir seja no Rio ou fora dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *