Natal: Passeio a Maracajaú

Senta que lá vem história!!!

O nosso dilema com esse passeio começou ainda no Rio. Durante as muitas pesquisas que realizamos antes de viajar descobrimos o passeio a Maracajaú. Todas as fotos do lugar nos encantaram, mas a nossa vontade de conhecê-lo ficou mais forte quando descobrimos que poderíamos fazer mergulho de cilindro.

Foi neste momento que começou todo o dilema, nós tentamos agendar o passeio com as três agências com quem entramos em contato. Só que a resposta que tivemos foi que a maré estaria alta no período que estaríamos em Natal e por isso não poderíamos fazê-lo. Parte desse problema relacionado a divisão de datas que fizemos entre Pipa e Natal.

Como não queríamos passar muitos dias em Natal, pensamos na possibilidade de fazer o passeio saindo de Pipa, pois sabíamos que a Pipa Aventura e a Luck Turismo tinham essa opção. O preço era mais alto, por conta do deslocamento, já que saindo de Pipa são 129 km até o município de Maxaranguape, enquanto saindo de Natal são aproximadamente 46 km, mas como queríamos muito fazer o passeio, essa seria uma opção.

Só que chegando em Pipa percebemos que teríamos grande dificuldade de fechar o passeio com a Pipa Aventura e quando fomos na agência da Luck Turismo eles tinham acabado de fechar o grupo para o único dia que a maré estaria boa, segundo eles. Então, não foi possível fazer o passeio a partir de Pipa.

Só que quando fomos a agência da MarAzul em Natal, conversamos com a pessoa que nos atendeu lá sobre a possibilidade trocar o passeio a Perobas para Maracajaú. Ela nos desaconselhou e nos convenceu a mantermos o passeio a Perobas. Mas tudo isso mudou quando fizemos o passeio a Galinhos. Conversamos com a nossa guia e ela nos explicou que a diferença entre os dois passeios sem dar a opinião dela. Apenas disse como era e nós escolheríamos o melhor para gente. Por esse motivo, ainda dentro do ônibus em direção a Galinhos, ligamos pra agência para trocar o passeio.

Conseguimos fazer a troca normalmente e ficamos bastante felizes com a troca. Só fiquei chateada com toda essa confusão porque também gostaríamos de ter ido a Perobas e nós ficamos um dia livre em Natal, ou seja, poderíamos ter ido nesse dia. Quem sabe um dia voltamos e vamos também a São Miguel do Gostoso.

Aluguel de carro

Vamos ao passeio!

Maracajaú
Como já disse em cima, Maracajaú se encontra no município de Maxaranguape, localizado há uns 54 km de Natal. Teoricamente, não precisaríamos sair muito cedo, só que como também já disse, o passeio depende da maré. No dia em que fomos o estado ideal da maré era bem cedo. Por isso, o ônibus da MarAzul passou em nosso hotel as 5:50 am. Dessa vez, a guia não era falante como a anterior, então, nós fomos dormindo até o local.

Cafe_Maracajau_Natal-2

Nós chegamos na base do passeio a Maracajaú por volta das 7am. Ao chegarmos lá fomos recepcionados por um café da manhã leve, pois não seria interessante comer muito e entrarmos no mar. Logo que chegamos demos o nosso nome para fazer o passeio de cilindro.

Cafe_Maracajau_Natal

Depois do café e de umas paradas pras fotos no bar, pegamos uma embarcação e seguimos para os Parranchos, que ficam a 7 km mar a dentro.

Cafe_Maracajau_Natal-3

Nós fomos no primeiro grupo de mergulho de cilindro e o mergulho durou  aproximadamente 30 minutos. Comparando esse mergulho ao que fizemos no Morro de São Paulo, o do Morro é muito melhor. Achamos que esse durou pouco tempo, não vimos tantas espécies diferentes de peixes. O momento mais legal foi posar para as fotos que são bem montadas já que nesse momento os mergulhadores conseguem trazer muitos peixes pra perto da gente.

Mergulho_Maracajau_Natal-2

Mergulho_Maracajau_Natal

Depois do mergulho ficamos fazendo snorkel mais de 30 minutos e conseguimos ver peixes diferentes perdidos nos meios das pedras. Então, depois disso, voltamos ao barco para darmos continuidade ao passeio.

Mergulho_Maracajau_Natal-4

Mergulho_Maracajau_Natal-3

Punaú
Em seguida, voltamos ao ônibus da MarAzul e seguimos em direção a Punaú, acredito que todas as agências fazem essa mesma combinação pois quando chegamos ao local ele estava bastante cheio. Nós pegamos uma mesa dentro do restaurante e pedimos logo o almoço, pois estávamos com bastante fome depois de café da manhã leve e a quantidade de atividades no mar.

Punhau_Natal-2

O restaurante fica à beira da Lagoa da Pepsi, apelido usado por causa da existência da Lagoa da Coca Cola. O local é repleto de entretenimento, ele conta com música ao vivo, barraquinhas de sorvete na área aberta. Além de oferecer passeios de quadriciclo, caiaque, eskibunda e as dunas.

Punhau_Natal-3

Ficamos por ali aproveitando o entorno, apenas o Bruno fez caiaque. Nós já tínhamos feito as outras atividades em outros lugares então foi uma tarde para o descanso e nos despedirmos de Natal.

Punhau_Natal-8

Na volta, nossa guia parou na Feira de Artesanato, nós fizemos umas comprinhas. Mas nem achamos que o preço era mais barato que em Ponta Negra como ela disse.

Este foi nosso último dia de passeio, no dia seguinte embarcamos de volta e a única coisa que fizemos foi andar um pouco pela orla de Ponta Negra e comprarmos mais umas besteiras nordestinas para trazer na mala.

Que tal seguir a gente no Instagram tem muitas fotos rolando por lá!

Dados Financeiros:
Passeio Maracajaú: R$ 90,00 por pessoa
Aluguel da camisa para o mergulho: R$ 10,00 por pessoa
Petiscos no barco: R$ 34,00
Mergulho de Cilindro: R$ 120,00 por pessoa
Almoço em Punaú: R$ 84,75
Caiaque: R$ 7,00 (30 minutos)
Castanhas: Media de 15,00 (1kg)

Viagem realizada em Dezembro de 2013.

LEIA MAIS:
Pipa: Passeio de Buggy
Pipa: Sole Mio
Pipa: Suas Praias

Posted in AMERICA DO SUL, BRASIL, MAXARANGUAPE, NATAL, RIO GRANDE DO NORTE and tagged , , , , , , , , , .
Tatiane Dias

Tatiane Dias

A cada dia me desapego mais e mais de bens materiais. A vida nos mostra que mais importante que ter é viver. Por isso, cada brecha que temos já começo a pensar em algum lugar pra ir seja no Rio ou fora dele.

6 Comments

    • Oi, Andressa!
      Nós só temos experiência em Maracajaú. Nós queríamos ter feito os dois, mas as meninas agência se enrolaram, não nos deram informações completamente corretas e não conseguimos fazer os dois.

      Conversando com uma das guias que pegamos ela nos aconselhou a fazer Maracajaú porque a gente gosta de mergulhar com cilindro e gosta da vida marinha. Parece que perobas é muito rasinho e quase não tem vida marinha e lá não tem mergulho com cilindro, apenas com snorkel.

      Então, acho que depende do que você quer fazer. Se quer mergulhar de cilindro, vá a Maracajaú. Se gosta de praia calminha e rasinha vá a Perobas. Mas adianto que Maracajaú não é muito fundo também, não.

      Espero ter ajudado,
      Abraços,
      Tati.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *