Mato Grosso: Chapada dos Guimarães – Passeio de Ducking

Depois do nosso passeio de aventura pela manhã, no Boia Paddle, chegou o momento de fazermos um passeio mais light e tranquilo. Na parte da tarde, fizemos um passeio conhecido como Ducking, que é uma canoagem feita em um caiaque inflável, mas muito resistente.

O Bruno está acostumado a remar caiaques, então, ele confirmou que a embarcação é estável e fácil de manobrar. Eu já não sou lá muito boa com remos, então, rolou um leve momento de estresse entre o Bruno e eu, enquanto a gente estava tentando achar um ritmo nas remadas.

Nós fomos com um outro casal que era acostumados com o remo. Eles optaram por ir cada um em um caiaque. Acho que individualmente deve ser interessante, mas se eu fosse sozinha era capaz de estar lá até hoje tentando chegar ao fim do percurso. O caiaque que usamos comporta até duas pessoas e tem capacidade para suportar 230 kg.

O Passeio
Nós fizemos o percurso conhecido como – Rio Coxipó do Ouro, que é denominado como nível I. A descida começa na base da Tribo do Remo. Com esse passeio nós pudemos admirar as belas paisagens e o encontro de três rios da região da Chapada dos Guimarães – o Rio Claro, Rio Paciência e Rio Coxipozinho.

Kaiak_Tribo_do_Remo_Chapada_dos_Guimaraes-3

No total, são 6 km de descida em trecho suave e com águas claras. Nós saímos da Tribo do Remo por volta de 14 horas e retornamos próximo às 17 horas.

Kaiak_Tribo_do_Remo_Chapada_dos_Guimaraes-5

Durante o percurso, que é feito com muita calma e nenhuma pressa, nós tivemos duas paradas. Segundo o nosso guia, uma parada a cada 2 quilômetros. Na primeira parada era possível nadar no rio. O guia nos emprestou os snorkel para praticarmos e vermos alguns peixes, mas não haviam muitos no rio. O casal subiu em algumas árvores para pular, mas nos achamos que o rio estava meio raso e não arriscamos. Só que para ser sincera, eu nunca arrisco esses pulos, morro de medo.

Kaiak_Tribo_do_Remo_Chapada_dos_Guimaraes-7

Aluguel de carro

Na segunda parada, apenas apreciamos o rio, a vegetação, os pássaros e fizemos um pequeno lanche. Nessa segunda parada eu fui um pouco atacada por mosquitos e quis logo ir embora.

Kaiak_Tribo_do_Remo_Chapada_dos_Guimaraes-6

Quando chegamos ao final do percurso, uma pessoa da equipe da Tribo do Remo estava esperando pela gente com o ônibus da agência para nos levar de volta a base de onde saímos.

Kaiak_Tribo_do_Remo_Chapada_dos_Guimaraes-2

Antes de irmos embora, ainda conversamos um bom tempo com o Lino e os instrutores do passeio. Nós passamos o dia inteiro com toda a equipe da Tribo do Remo e achamos que eles fazem um trabalho muito bom na região. Além de serem muito simpáticos e se preocuparem com a segurança de todos.

Kaiak_Tribo_do_Remo_Chapada_dos_Guimaraes-4

Pudemos perceber que o o Lino estava iniciando a construção do que será, futuramente, um restaurante. Segundo ele, isso vai ajudar muito pessoas como nós, que fazem passeios pela manhã e a tarde.

Kaiak_Tribo_do_Remo_Chapada_dos_Guimaraes

Atualmente, as pessoas que fazem dois passeios no mesmo dia, acabam perdendo algum tempo que poderiam estar descansando para o próximo passeio indo a procura de algum restaurante próximo. O que nos acabamos não fazendo porque fomos convidados a almoçar com o Lino e a sua equipe. Mas achamos que o restaurante no local vai ser ótimo para repor as energias com uma boa comida e com um tempo bom para descansar e aproveitar bem o segundo passeio do dia.

Aproveitamos para indicar o trabalho da Manoela Larindo, que fez a reserva na Tribo do Remo para gente. Vou deixar aqui o contato dela para vocês: email e whatsapp: (65) 9943-5651.

Que tal seguir a gente no Instagram tem muitas fotos rolando por lá!

Dados Financeiros:
Ducking: R$ 90 por pessoa (com seguro, translado, lanche, colete, capacete,​ remo, máscara de mergulho e snorkel, em embarcação dupla)

Viagem realizada em Junho de 2015.

LEIA MAIS:
Mato Grosso: Review – Pousada Villa Guimarães, Chapada dos Guimarães
Mato grosso: uma boa opção de aluguel de carro
Mato Grosso: Restaurante Chapadão

Posted in AMERICA DO SUL, AVENTURA, BRASIL, CHAPADA DOS GUIMARÃES, MATO GROSSO and tagged , , , , , , , .
Tatiane Dias

Tatiane Dias

A cada dia me desapego mais e mais de bens materiais. A vida nos mostra que mais importante que ter é viver. Por isso, cada brecha que temos já começo a pensar em algum lugar pra ir seja no Rio ou fora dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *